quarta-feira, 17 de novembro de 2010





Não queria morrer dentro do seu peito e ser enterrado no esquecimento. Queria encontrar um jeito de estar por perto para escutar o chamado de qualquer saudades que também pintasse nas suas lembranças...
                 
                                                                                                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário